Stock Car: Chuva define grid no Velopark e Casagrande sai em 21º

Paranaense foi um dos pilotos prejudicados pelo regulamento usado na classificação e torce por pista seca neste domingo

A Stock Car viu a chuva definir o grid de largada para a 3ª etapa da temporada 2018, disputada na pista gaúcha do Velopark. Com o segundo grupo de pilotos indo à pista debaixo de um temporal, foi impossível para este competidores lutarem por uma posição entre os 15 melhores tempos que iriam para a segunda fase do treino classificatório. Entre os prejudicados está o paranaense Gabriel Casagrande (Júpiter Baterias, Axalta Tintas, STP, FullRepel, MedVia e AguaBoa), que ficou com a 21ª posição para a largada da corrida 1 deste domingo.

“Fomos pegos de surpresa com a chuva forte que caiu no meio da Q1, justamente o momento em que o meu grupo iria para a pista. Tinha muita água na pista e a chuva estava muito forte, condições completamente diferentes da que foi vista pelo grupo 1, que pegou a pista molhada, mas sem poças e com chuva fraca. A pista não deveria ter sido liberada para a gente treinar, pois os nosso tempos eram mais de 4 segundos piores que o do outro grupo. E a segurança seria o maior motivo para essa interrupção. Eu acabei rodando e batendo devido ao volume de água na pista, mas felizmente não sofri nada e o carro teve danos minímos.” contou Casagrande.

Prejudicados pelo regulamento que os impediu de lutar por uma posição no grid em condições de igualdade com o primeiro grupo que foi a pista, os pilotos do grupo 2 ficaram revoltados quando viram que o Q2 foi interrompido por questões de segurança. “Permitiram que a gente fosse a pista e encarasse aquele dilúvio, mas quando o Q2 tinha condições até melhores que a nossa, interromperam o treino. Quase todos os pilotos do meu grupo foram reclamar junto a direção de prova pelo risco desnecessário que nós corremos em ir pra pista naquelas condições e pela mudança de avaliação deles para o restante da classificação.” reclamou o piloto da equipe Júpiter Baterias/Voguel Motorsport.

Quarto colocado no campeonato, Gabriel agora pensa nas duas provas deste domingo. “Se tem algo positivo disso tudo é de carro está bom, rápido, tanto no seco como no molhado. Torço que as provas sejam no seco onde as condições de prova são mais normais. Com chuva, além da imprevisibilidade desse tipo de piso, existe a chance da largada ser dada com o Safety Car, o que formaria uma fila indiana para a bandeira verde e nos deixaria ainda mais longe dos ponteiros”, observou.

Depois de duas horas de atraso e num treino onde somente metade dos pilotos teve condição de lutar pela pole position, foi o carioca Cacá Bueno o mais veloz da classificação e que largará na posição de honra para a corrida 1 da Stock Car no Velopark, que tem seu início previsto para as 12h25 deste domingo. Já a corrida 2 tem a largada marcada para as 13h35.

Confira o grid de largada para a corrida 1 da Stock Car no Velopark:
1- Cacá Bueno, 1:02.888
2- Allam Khodair, 1:03.386
3- Lucas Foresti, 1:03.405
4- Valdeno Brito, 1:03.710
5- Ricardo Zonta, 1:03.998
6- Átila Abreu, 1:04.155 
7- Julio Campos, 1:05.211 
8- Felipe Lapenna, 1:05.259 
9- Denis Navarro, 1:05.366 
10- Sergio Jimenez, 1:05.563 
11- Rubens Barrichello, 1:05.578 
12- Ricardo Maurício, 1:05.805 
13- Daniel Serra, 1:05.860 
14- Thiago Camilo, 1:07.484 
15- Felipe Fraga, 1:04.896
16- Bia Figueiredo, 1:07.501
17- Vitor Genz, 1:09.973
18- Diego Nunes, 1:10.745
19- Cesar Ramos, 1:11.012
20- Max Wilson, 1:11.528
21- Gabriel Casagrande, 1:11.530
22- Rafael Suzuki, 1:11.561
23- Marcos Gomes, 1:11.936
24- Lucas Di Grassi, 1:12.273
25- Tuka Rocha, 
26- Galid Osman, 1:19.718
27- Nelson Piquet Jr, 1:23.272
28- Bruno Baptista, 1:28.815
29- Antonio Pizzonia, 1:39.313
30- Guga Lima, sem tempo
31- Guilherme Salas, sem tempo

Assessoria de Imprensa Gabriel Casagrande
Contato: Rodrigo Favoretto
Email: rfavoretto@gmail.com
Fone/Whatsapp: (11) 96365-4520